logo Pets Poytara Ícone WhatsApp Contato Poytara (11) 96374-3640
Onde Comprar

Role para baixo

Imagem de fundo de Cascudo - Poytara

Cascudo

Hypostomus affinis e +1000

Imagem do peixe Cascudo

  • Origem:

    América do Sul e Central

  • ícone peso

    Peso:

    5g a 3kg

  • ícone tamanho

    Tamanho:

    3cm a 1m

  • ícone temperatura ideal

    Temperatura Ideal:

    20ºC a 28ºC

  • ícone PH indicado

    PH indicado:

    6.5 a 7.5

  • ícone PH indicado

    Tamanho do aquário:

    Acima de 300 litros (adulto)

  • ícone expectativa vida

    Expectativa de vida:

    Até 25 anos

Ícone Botão Reação Peixe Poytara
ícone Informações

Informações:

Os cascudos, também conhecidos por diversos nomes populares como acaris, bodós, caximbaus e plecos, são bagres pertencentes à família Loricariidae. Esses peixes são amplamente apreciados por aquaristas devido a seus padrões de cores e a sua habilidade em raspar algas e detritos de superfícies, auxiliando na limpeza do aquário. Com mais de 1000 espécies descritas e várias ainda sendo descobertas, os cascudos são uma das famílias mais diversas de peixes.

Originários da região Neotropical, que engloba a América do Sul e parte da América Central, eles apresentam uma impressionante variedade de tamanhos, formas de corpo, cores e hábitos alimentares. Além disso, muitas espécies possuem um comportamento tranquilo e são compatíveis com uma ampla gama de outros peixes de água doce. Os aquaristas podem escolher entre cascudos de pequeno porte, como os populares "limpa-vidros", que atingem apenas 2 ou 3 centímetros de comprimento, até espécies gigantes, como alguns cascudos encontrados nos rios da Amazônia, que podem alcançar até 1 metro de tamanho.

Dessa forma, é importante considerar os requisitos específicos de cada espécie ao mantê-los em aquários. Alguns cascudos preferem áreas com bastante vegetação e esconderijos, enquanto outros podem necessitar de espaço aberto e muito fluxo dágua para nadar livremente. A alimentação é um aspecto crucial a ser considerado, uma vez que os cascudos possuem uma dieta variada que inclui algas, vegetais e alimentos à base de proteína animal. Oferecer uma alimentação balanceada e adequada às necessidades de cada espécie é essencial para a saúde e bem-estar desses peixes.

Suas placas ósseas e cores vibrantes tornam-nos uma adição fascinante a qualquer aquário. No entanto, é fundamental que os aquaristas se informem sobre as características específicas de cada espécie e criem um ambiente adequado para atender às suas necessidades, proporcionando-lhes um ambiente saudável e harmonioso.
Ver mais...
Os cascudos, também conhecidos por diversos nomes populares como acaris, bodós, caximbaus e plecos, são bagres pertencentes à família Loricariidae. Esses peixes são amplamente apreciados por aquaristas devido a seus padrões de cores e a sua habilidade em raspar algas e detritos de superfícies, auxiliando na limpeza do aquário. Com mais de 1000 espécies descritas e várias ainda sendo descobertas, os cascudos são uma das famílias mais diversas de peixes.

Originários da região Neotropical, que engloba a América do Sul e parte da América Central, eles apresentam uma impressionante variedade de tamanhos, formas de corpo, cores e hábitos alimentares. Além disso, muitas espécies possuem um comportamento tranquilo e são compatíveis com uma ampla gama de outros peixes de água doce. Os aquaristas podem escolher entre cascudos de pequeno porte, como os populares "limpa-vidros", que atingem apenas 2 ou 3 centímetros de comprimento, até espécies gigantes, como alguns cascudos encontrados nos rios da Amazônia, que podem alcançar até 1 metro de tamanho.

Dessa forma, é importante considerar os requisitos específicos de cada espécie ao mantê-los em aquários. Alguns cascudos preferem áreas com bastante vegetação e esconderijos, enquanto outros podem necessitar de espaço aberto e muito fluxo dágua para nadar livremente. A alimentação é um aspecto crucial a ser considerado, uma vez que os cascudos possuem uma dieta variada que inclui algas, vegetais e alimentos à base de proteína animal. Oferecer uma alimentação balanceada e adequada às necessidades de cada espécie é essencial para a saúde e bem-estar desses peixes.

Suas placas ósseas e cores vibrantes tornam-nos uma adição fascinante a qualquer aquário. No entanto, é fundamental que os aquaristas se informem sobre as características específicas de cada espécie e criem um ambiente adequado para atender às suas necessidades, proporcionando-lhes um ambiente saudável e harmonioso.
Fechar

Características

BAIXO (A)

ALTO (A)

  • Adaptação ao aquário:

  • Interação com humanos:

  • Grau de dificuldade:

  • Sociabilidade:

  • Agressividade:

  • Valor médio:

CARACTERÍSTICAS

Manutenção

ícone aquário passo 1

Adicione cascalho ou areia de textura suave no fundo do aquário. Mas cascudos vivem muito bem em fundo sem nada também.

ícone aquário passo 2

Embora cascudos mais jovens sejam comuns em aquários comunitários, quando crescem podem se tornar agressivos e adquirir o hábito de devorar suas plantas.

ícone aquário passo 3

Cascudos adoram se esconder e costumam brigar pelos melhores abrigos. Proporcione muitas tocas (troncos, rochas ou tocas comerciais de cerâmica). Dica: Coloque mais tocas do que cascudos e deixe-os escolher.

ícone aquário passo 4

Cascudos não gostam muito de iluminação forte, mas podem se acostumar com ela sem problema. O importante é ter abrigos onde eles possam se esconder e fugir da luz, caso queiram.

ícone aquário passo 5

Atente para as exigências da sua espécie de cascudo. Algumas gostam de águas mais paradas, outras de água com muita correnteza. Estude os hábitos do seu cascudo e melhore o aquário para atendê-lo.

ALIMENTOS

Alimentação

Os cascudos são peixes bentônicos que se alimentam raspando o substrato. A dieta pode variar muito com a espécie, podendo ser herbívora, onívora ou até mesmo carnívora. A maioria das espécies de cascudos pode ser mantida saudável com uma dieta VARIADA, incluindo formulações ora herbívoras ora carnívoras. Geralmente, granulometrias menores são mais indicadas, mesmo que sejam espécies de grande porte (eles parecem aspiradores de pó quando comem os grãos pequenos). Cuidado adicional deve ser dado aos colegas de aquário, para que não comam a ração muito rápido, não sobrando muito para os cascudos.

ícone alimentação diáriaUso diário:

ícone alimentação complementarUso complementar:

ícone onde comprar

Reprodução

Os cascudos são ovíparos com fecundação externa e apresentam vários níveis de cuidado parental inicial. O macho defende um abrigo ferozmente e a fêmea deposita seus ovos neste abrigo após um ritual de corte que pode durar alguns dias. Após isso, o macho fica cuidando dos ovos até a eclosão e absorção do saco vitelínico, momento em que os juvenis começam a vagar pelo aquário em busca de comida e abrigos. Os detalhes deste processo podem variar bastante a depender da espécie (são mais de 1000 spp.). A maioria dos cascudos necessita de uma toca para reprodução, que pode ser de cerâmica, rochas ou madeira, a depender da espécie. Algumas espécies podem desovar em folhas ou no próprio vidro do aquário (os limpa-vidros, por exemplo). Os filhotes podem crescer no mesmo aquário que os pais estão, desde que haja bastante abrigo para eles. Entretanto, podem ser presas fáceis para outros peixes.
 

POYTARA

Galeria

Melhores Amigos

Conheça outras espécies que podem compartilhar o mesmo habitat com o Cascudo

Imagem de fundo Mar

Perguntas Frequentes

Peixe-cascudo é um bom faxineiro para o aquário?

Os cascudos são bentônicos e se alimentam no fundo, mas isso não significa que eles comam detritos e dejetos de outros peixes. Muitas espécies se alimentam de algas que crescem sobre as superfícies, então nesse caso, sim, eles podem ajudar a manter a casa em ordem e as algas controladas. Mas necessitam de alimentação balanceada e devemos sempre fornecer alimento de qualidade.

Preciso alimentar o peixe-cascudo?

Sim! Apesar dos cascudos serem peixes raspadores e consumirem as algas que crescem nas superfícies do aquário, isso não é suficiente para manter o cascudo saudável. Todos eles precisarão de alimentos de boa qualidade fornecidos diariamente.

Qual o hábito alimentar do peixe-cascudo?

Varia muito com a espécie de cascudo. Existem cascudos que são algívoros, detritívoros (não confundir com dejetos!), onívoros (que comem de tudo um pouco) e até carnívoros! Algumas espécies são adaptadas a comer moluscos, outras são adaptadas a comer larvas de insetos e outras, micro-crustáceos. Na dúvida, forneça uma alimentação bem variada!

O peixe-cascudo é diurno ou noturno?

O cascudo nada mais é que um bagre com placas ósseas. Assim, ele tem vários comportamentos de outros bagres, como os hábitos noturnos. Como quase tudo, pode variar dependendo da espécie. A melhor hora para alimentar seu cascudo é no começo da noite, mas, depois de aclimatado no aquário, os cascudos aprendem a comer durante o dia também. Inclusive essa é uma forma de você fazer seu cascudo "se mostrar" mais durante o dia.

Posso manter cascudos em aquários plantados?

Depende da espécie de cascudo. Existem várias espécies de limpa-vidro que são perfeitas para aquários plantados! Não crescem muito e são uma boa ajuda no controle de algas (mas precisa complementar com ração com proteína animal também!). Outras espécies de pequeno e médio porte também podem ser mantidas em aquários plantados, como alguns Ancistrus. Algumas espécies de cascudos podem comer as folhas mais macias de algumas plantas. Assim, sempre tem que estudar bem cada caso.

Colaborou com este conteúdo:

Imagem do Colaborador>

Prof. Dr. Leandro Sousa (IctioXingu)

Biólogo e Ictiólogo (cientista que estuda peixes). Estuda a diversidade de peixes da Amazônia e de outros biomas brasileiros. Estuda os peixes-cascudos (e outros peixes) no seu ambiente natural e em aquários desde os anos 2000 e já deu nome científico para vários deles. É professor da Universidade Federal do Pará e divulgador científico, possuindo um canal no YouTube e uma página no Instagram.

Compartilhe este conteúdo com os amigos:

O que você achou dessa página?