logo Pets Poytara Ícone WhatsApp Contato Poytara (11) 96374-3640
Onde Comprar

Role para baixo

Imagem de fundo de Axolote - Poytara

Axolote

Ambystoma mexicanum

Imagem do peixe Axolote

  • Origem:

    México

  • ícone peso

    Peso:

    60g a 200g

  • ícone tamanho

    Tamanho:

    15 a 45 cm

  • ícone temperatura ideal

    Temperatura Ideal:

    14 °C a 18 °C

  • ícone PH indicado

    PH indicado:

    6.5 a 8.0

  • ícone PH indicado

    Tamanho do aquário:

    Capacidade mínima de 60 litros

  • ícone expectativa vida

    Expectativa de vida:

    10 a 15 anos

Ícone Botão Reação Peixe Poytara
ícone Informações

Informações:

O Axolote, também conhecido como "monstro da água" ou "peixe caminhante", é uma espécie fascinante e única de salamandra neotênica. Cientificamente denominado Ambystoma mexicanum, o Axolote é endêmico do México, mais especificamente dos antigos lagos Xochimilco e Chalco, na bacia do Vale do México.

Habitat Natural

Os Axolotes são aquáticos e vivem em águas doces e frias. Originalmente, habitavam os canais e lagos do sistema lacustre de Xochimilco, que é parte do patrimônio cultural da humanidade devido à sua importância histórica e ecológica. No entanto, devido à urbanização e poluição, o habitat natural dos Axolotes tem sido severamente degradado, colocando a espécie em risco de extinção.

Características Físicas

Os Axolotes são conhecidos por sua aparência única. Eles possuem um corpo alongado, com pele lisa e permeável, e uma ampla gama de cores, incluindo tons de branco, rosa, marrom, preto e cinza. Suas brânquias externas, que se assemelham a penas, são uma característica distintiva que os diferencia de outras salamandras. Estas brânquias, situadas em ambos os lados da cabeça, permitem que respirem debaixo d'água.

Neotenia

Uma das características mais notáveis dos Axolotes é sua neotenia, o que significa que eles retêm características juvenis ao longo de toda a vida adulta. Ao contrário de outras salamandras que passam por uma metamorfose completa, os Axolotes mantêm suas brânquias e permanecem aquáticos. Em casos raros e sob condições específicas, como a exposição a certos hormônios, os Axolotes podem sofrer metamorfose e se transformar em salamandras terrestres.

Regeneração

Os Axolotes são famosos por suas extraordinárias habilidades regenerativas. Eles podem regenerar membros inteiros, caudas, partes do coração, do cérebro e da medula espinhal sem deixar cicatrizes. Essa capacidade faz dos Axolotes um objeto de intenso estudo científico, pois os pesquisadores esperam desvendar os segredos da regeneração para aplicá-los em medicina regenerativa humana.

Condições de Água

Para manter Axolotes saudáveis em um aquário, é crucial replicar as condições de seu habitat natural. A temperatura ideal da água é entre 14°C e 18°C. A água deve ser limpa, bem oxigenada e levemente alcalina, com um pH entre 6.5 e 8.0. Os aquários devem ter um bom sistema de filtragem, mas sem correntes fortes, pois os Axolotes preferem águas calmas.

Tamanho do Aquário

Um Axolote adulto requer um aquário de pelo menos 60 litros. Para cada Axolote adicional, deve-se adicionar cerca de 40 litros. É importante fornecer espaços adequados para esconderijo, como cavernas ou plantas aquáticas, para que se sintam seguros e protegidos.

Conservação

Infelizmente, os Axolotes estão criticamente ameaçados de extinção na natureza devido à destruição de seu habitat, poluição, introdução de espécies invasoras e exploração excessiva. Esforços de conservação estão em andamento, incluindo programas de reprodução em aquários e projetos para restaurar e proteger seus habitats naturais. Além disso, o Axolote é um símbolo cultural importante no México e uma espécie emblemática para a conservação de anfíbios.

Curiosidades

Animal Icônico: O Axolote foi escolhido como mascote dos Jogos Paraolímpicos de 1968 na Cidade do México e é um símbolo cultural importante no país.

Capacidade de Regeneração
: O estudo da regeneração dos Axolotes tem potencial para revolucionar a medicina regenerativa humana.

Pesquisa Científica
: Axolotes são amplamente usados em pesquisas científicas devido às suas habilidades regenerativas e à manutenção de características juvenis na fase adulta.

Animais de Estimação
: Devido à sua aparência única e comportamento interessante, os Axolotes se tornaram populares como animais de estimação em todo o mundo.

Conclusão

O Axolote é uma espécie verdadeiramente única, com características biológicas fascinantes e uma importância cultural significativa. No entanto, sua sobrevivência está ameaçada, e é essencial continuar os esforços de conservação para garantir que futuras gerações possam conhecer e estudar esses incríveis animais. Seja em seu habitat natural ou em aquários ao redor do mundo, os Axolotes continuam a capturar a imaginação e o interesse de pessoas de todas as idades.

Ver mais...

O Axolote, também conhecido como "monstro da água" ou "peixe caminhante", é uma espécie fascinante e única de salamandra neotênica. Cientificamente denominado Ambystoma mexicanum, o Axolote é endêmico do México, mais especificamente dos antigos lagos Xochimilco e Chalco, na bacia do Vale do México.

Habitat Natural

Os Axolotes são aquáticos e vivem em águas doces e frias. Originalmente, habitavam os canais e lagos do sistema lacustre de Xochimilco, que é parte do patrimônio cultural da humanidade devido à sua importância histórica e ecológica. No entanto, devido à urbanização e poluição, o habitat natural dos Axolotes tem sido severamente degradado, colocando a espécie em risco de extinção.

Características Físicas

Os Axolotes são conhecidos por sua aparência única. Eles possuem um corpo alongado, com pele lisa e permeável, e uma ampla gama de cores, incluindo tons de branco, rosa, marrom, preto e cinza. Suas brânquias externas, que se assemelham a penas, são uma característica distintiva que os diferencia de outras salamandras. Estas brânquias, situadas em ambos os lados da cabeça, permitem que respirem debaixo d'água.

Neotenia

Uma das características mais notáveis dos Axolotes é sua neotenia, o que significa que eles retêm características juvenis ao longo de toda a vida adulta. Ao contrário de outras salamandras que passam por uma metamorfose completa, os Axolotes mantêm suas brânquias e permanecem aquáticos. Em casos raros e sob condições específicas, como a exposição a certos hormônios, os Axolotes podem sofrer metamorfose e se transformar em salamandras terrestres.

Regeneração

Os Axolotes são famosos por suas extraordinárias habilidades regenerativas. Eles podem regenerar membros inteiros, caudas, partes do coração, do cérebro e da medula espinhal sem deixar cicatrizes. Essa capacidade faz dos Axolotes um objeto de intenso estudo científico, pois os pesquisadores esperam desvendar os segredos da regeneração para aplicá-los em medicina regenerativa humana.

Condições de Água

Para manter Axolotes saudáveis em um aquário, é crucial replicar as condições de seu habitat natural. A temperatura ideal da água é entre 14°C e 18°C. A água deve ser limpa, bem oxigenada e levemente alcalina, com um pH entre 6.5 e 8.0. Os aquários devem ter um bom sistema de filtragem, mas sem correntes fortes, pois os Axolotes preferem águas calmas.

Tamanho do Aquário

Um Axolote adulto requer um aquário de pelo menos 60 litros. Para cada Axolote adicional, deve-se adicionar cerca de 40 litros. É importante fornecer espaços adequados para esconderijo, como cavernas ou plantas aquáticas, para que se sintam seguros e protegidos.

Conservação

Infelizmente, os Axolotes estão criticamente ameaçados de extinção na natureza devido à destruição de seu habitat, poluição, introdução de espécies invasoras e exploração excessiva. Esforços de conservação estão em andamento, incluindo programas de reprodução em aquários e projetos para restaurar e proteger seus habitats naturais. Além disso, o Axolote é um símbolo cultural importante no México e uma espécie emblemática para a conservação de anfíbios.

Curiosidades

Animal Icônico: O Axolote foi escolhido como mascote dos Jogos Paraolímpicos de 1968 na Cidade do México e é um símbolo cultural importante no país.

Capacidade de Regeneração
: O estudo da regeneração dos Axolotes tem potencial para revolucionar a medicina regenerativa humana.

Pesquisa Científica
: Axolotes são amplamente usados em pesquisas científicas devido às suas habilidades regenerativas e à manutenção de características juvenis na fase adulta.

Animais de Estimação
: Devido à sua aparência única e comportamento interessante, os Axolotes se tornaram populares como animais de estimação em todo o mundo.

Conclusão

O Axolote é uma espécie verdadeiramente única, com características biológicas fascinantes e uma importância cultural significativa. No entanto, sua sobrevivência está ameaçada, e é essencial continuar os esforços de conservação para garantir que futuras gerações possam conhecer e estudar esses incríveis animais. Seja em seu habitat natural ou em aquários ao redor do mundo, os Axolotes continuam a capturar a imaginação e o interesse de pessoas de todas as idades.

Fechar

Características

BAIXO (A)

ALTO (A)

  • Adaptação ao aquário:

  • Interação com humanos:

  • Grau de dificuldade:

  • Sociabilidade:

  • Agressividade:

  • Valor médio:

CARACTERÍSTICAS

Manutenção

ícone aquário passo 1

Utilize cascalho ou areia de textura suave no fundo do aquário para proporcionar um substrato seguro e confortável para o Axolote.

ícone aquário passo 2

Coloque plantas naturais robustas e de folhas largas, como anúbias, musgos e elodeias, que proporcionem áreas de sombra e esconderijos naturais para o Axolote.

ícone aquário passo 3

Adicione cavernas, tubos ou estruturas de cerâmica que sirvam como abrigos para o Axolote. Eles apreciam espaços onde possam se esconder e descansar durante o dia.

ícone aquário passo 4

Axolotes preferem ambientes com iluminação suave e indireta. Opte por luzes LED de baixa intensidade e evite luzes muito brilhantes ou coloridas.

ícone aquário passo 5

Certifique-se de que o aquário tenha uma tampa segura para evitar que o Axolote escape. Mantenha a água limpa e estável em termos de temperatura e pH. Evite correntes fortes e perturbações no ambiente aquático.

ALIMENTOS

Alimentação

Na Natureza:

Na natureza, o Axolote é principalmente carnívoro, alimentando-se de uma variedade de pequenos organismos aquáticos, como larvas de insetos, crustáceos, vermes e pequenos peixes. Eles caçam principalmente à noite, utilizando suas habilidades sensoriais para localizar presas.

No Aquário:

Em um ambiente de aquário, é possível alimentar Axolotes com rações comerciais específicas para salamandras e anfíbios carnívoros. Estas rações estão disponíveis em forma de pellets ou grânulos e são formuladas para atender às necessidades nutricionais dos Axolotes, proporcionando uma dieta balanceada.

Orientações de Alimentação:

Frequência: Alimente os Axolotes uma vez ao dia, oferecendo uma quantidade de ração que possam consumir em poucos minutos.

Variedade: Concentre-se em rações comerciais formuladas para Axolotes, evitando alimentos vivos para manter a simplicidade na dieta.

Monitoramento: Observe os Axolotes para garantir que estão se alimentando adequadamente e mantenha a qualidade da água para promover a saúde digestiva.

Para garantir a qualidade da alimentação dos seus Axolotes, considere utilizar rações de marcas reconhecidas, como as rações Poytara, conhecidas pela sua formulação específica para diferentes espécies de peixes e anfíbios, incluindo o Axolote. As rações Poytara são desenvolvidas para proporcionar uma nutrição balanceada e adequada, contribuindo para a saúde e o bem-estar dos seus animais aquáticos.

Oferecendo rações comerciais de qualidade, você estará proporcionando uma alimentação equilibrada e saudável para seus Axolotes em ambiente de aquário.

ícone alimentação diáriaUso diário:

ícone alimentação complementarUso complementar:

ícone onde comprar

Reprodução

A reprodução dos Axolotes em aquário pode ser um processo fascinante, embora desafiador. Esses animais geralmente são solitários, e sua reprodução requer condições específicas. Para induzir o acasalamento, alguns aquaristas simulam mudanças sazonais na temperatura da água e na iluminação. Reduzir gradualmente a temperatura por algumas semanas e depois aumentá-la pode imitar um período de chuvas, estimulando o comportamento de acasalamento.

Durante o acasalamento, os Axolotes podem ser colocados juntos, mas é crucial monitorar seu comportamento, pois podem se tornar agressivos fora desse período. A fêmea deposita os ovos em superfícies adequadas, como plantas ou abrigos no aquário. Os ovos são adesivos e sensíveis à qualidade da água, exigindo um ambiente limpo e estável para o desenvolvimento adequado.

Após a postura, os pais devem ser removidos para evitar que devorem os ovos. A incubação dos ovos dura aproximadamente 2-3 semanas, dependendo da temperatura da água. Os filhotes nascem e são inicialmente alimentados com infusórios, pequenos crustáceos e larvas de insetos antes de serem introduzidos em alimentos mais substanciais, como rações para alevinos de peixes.

Reproduzir Axolotes em aquário pode proporcionar uma experiência gratificante, mas requer preparação e cuidados específicos para garantir o sucesso da reprodução e o desenvolvimento saudável dos filhotes.

POYTARA

Galeria

Melhores Amigos

Conheça outras espécies que podem compartilhar o mesmo habitat com o Axolote

Imagem de fundo Mar

Perguntas Frequentes

Como os Axolotes respiram?

Axolotes possuem brânquias externas que utilizam para respirar debaixo d'água, embora também possam respirar parcialmente através da pele e do epitélio bucal.

Os Axolotes são animais de estimação ideais?

Axolotes são animais interessantes e únicos, mas requerem cuidados específicos, incluindo água limpa e fresca, temperatura adequada e alimentação apropriada. São adequados para aquaristas que estão dispostos a dedicar tempo e esforço ao seu cuidado.

Os Axolotes são perigosos para os humanos?

Não, Axolotes não representam perigo para os humanos. Eles são criaturas dóceis e geralmente não são agressivos, a menos que perturbados ou se sentindo ameaçados.

Como saber se um Axolote está saudável?

Um Axolote saudável terá uma aparência robusta, pele lisa e sem lesões, brânquias vibrantes e comportamento ativo ao se alimentar e explorar o ambiente.

Posso manter Axolotes juntos no mesmo aquário?

Axolotes são geralmente solitários e podem se tornar agressivos se mantidos juntos fora do período de reprodução. Recomenda-se manter cada Axolote em seu próprio aquário.

Colaborou com este conteúdo:

Imagem do Colaborador>

Leonardo Marzabal

Jornalista

Compartilhe este conteúdo com os amigos:

O que você achou dessa página?